osteoporosis risk assessment instrument

(redirected from Orai)
Also found in: Acronyms, Encyclopedia, Wikipedia.

osteoporosis risk assessment instrument

,

ORAI

A questionnaire to gauge a woman's probability of developing bone loss (osteoporosis). It optimizes the selection of women who need or do not need bone mineral density testing.
References in periodicals archive ?
A participacao compensatoria da musculatura perioral, incluindo musculos orbiculares orais e mentual, durante a degluticao representa uma forma de adaptacao do SE as alteracoes morfologicas decorrentes da respiracao oral, uma vez que a musculatura mastigatoria nao desempenha a atividade muscular necessaria para realizacao desta funcao [13,25,26].
Por meio desta avaliacao objetiva, verificouse maior atividade dos musculos orbiculares orais nos sujeitos respiradores orais quando comparados aos respiradores nasais, inclusive com diferenca estatisticamente significante, o que vai ao encontro dos achados da literatura [27].
A atividade eletrica aumentada dessa musculatura, nos respiradores orais, e confirmada por estudos que mostram que a atividade dos orbiculares orais e maior, inclusive no repouso, objetivando manter o contato labial, uma vez que o contato entre os labios e fundamental para que esta funcao ocorra [28].
A maior atividade eletrica dos musculos avaliados nos respiradores orais, quando comparados com os respiradores nasais, sugere que, nestes sujeitos, esta musculatura desempenha maior esforco na realizacao do selamento labial.
O maior esforco para manter o selamento labial relaciona-se com a postura separada dos mesmos, a qual os respiradores orais estao habituados.
Comparando-se a atividade muscular entre os musculos orbiculares orais, observou-se, neste estudo, que o orbicular inferior foi mais ativo do que o correspondente superior, desempenhando maior atividade muscular durante a degluticao nos sujeitos com respiracao oral.
Quanto aos habitos orais, houve predominio do habito de colocar objetos na boca, ocorrendo em 20 criancas (48,78%).
Os dados da Tabela 3 demonstraram que o predominio dos resultados, tanto para a presenca, quanto para a ausencia da maioria dos habitos orais ocorreu, em criancas portadoras de ma oclusao classe II e classe I.
Os resultados expostos na Tabela 4 demonstram que, com relacao a presenca/ausencia de sobressaliencia acentuada e habitos orais, houve semelhanca na maioria dos achados, uma vez que nao apresentaram significancia estatistica (p> 0,05) e, ainda, porque a maior ocorrencia de criancas que tinham, e que nao tinham os habitos em questao, eram portadoras de trespasse horizontal.
Os dados apresentados na Tabela 3 mostram que a presenca ou ausencia de uma variavel, nao exclui a ocorrencia, ou nao-ocorrencia da outra variavel, ou seja, os habitos orais nao influenciaram no desenvolvimento das mas oclusoes classes I, II e III nesse grupo.
Os dados expostos na Tabela 4 reafirmam que neste grupo de 41 criancas, a pratica, ou nao de habitos orais nao foi um fator determinante no desenvolvimento das mas oclusoes, neste caso, da sobressaliencia acentuada e da sobremordida, contrapondo-se a outros resultados, onde foram evidenciadas relacoes significantes entre a ocorrencia de mas oclusoes e a presenca de habitos orais deleterios em diferentes tipos de populacao [11,27,28].
A realizacao desse habito e uma caracteristica, frequentemente, encontrada nos respiradores orais, pois o ressecamento dos labios, ocasionado pela permanencia da boca aberta, leva os portadores de respiracao oral a umidifica-los frequentemente, o que acaba por estimular o habito, gerando, dessa forma, um ciclo de acoes nocivas as estruturas envolvidas.